Tag Archives: cocada

Calor, Pássaros e Cocada…..

4 nov
jnacional

Boa Noite!

Well……Hoje foi um dia comum como qualquer outro, de manhã fui para o “trampo” e depois voltei para minha humilde residência, mais a tarde retornei ao já citado antro de trabalho.

Exceto que. Hoje foi um dia MUITO mais MUITO quente, estava tão quente que padeiros não se sentiam ofendidos com piadas sobre “roscas” e “baguetes”; agora imagine trabalhar numa sala localizada dentro de um ambiente com veículos e telhas, e dentro da mesma sala não haver janelas, só uma misero ventilador de parede , mas isso não vem ao caso; o que mais me impressionou foi a tão alta temperatura, não sei se é o tal “aquecimento global” que todos falam por ai mas ninguém da a mínima, ou se Terra está mais perto do Sol.

Outro fato que me deixou embasbacado até o presente momento, foi que simplesmente sem motivo algum o passarinho do meu pai fugiu!!! (A o pinto do pai dele fugiu….HAHAHAH muito engraçado ¬¬”).

Simplesmente cheguei à tarde após o “trampo”, tudo muito bom tudo muito bem, quando meu progenitor se dirige a mim falando o seguinte: “Estranho, muito estranho, fui cuidar do passarinho, e quando fui ver a gaiola estava vazia….”. Em seguida fiz uma cara de como se tivesse visto um gato em chamas cantando canções natalinas.

Após tal cena dramática ficamos nos perguntando “Como tal coisa poderia ter acontecido…”; e assim fui averiguar o cárcere onde era mantida a ave, após olhar por alguns instantes para a “gaiola” percebi que haviam dois gravetinhos quebrados e remendados com um pedaço de fio e outro com um pedaço corda respectivamente, e no mesmo momento pensei “Oh! Ai está” com cara de William Bonner achando suas calças perdidas.

Mais ou menos 1h depois, chega minha progenitora, me dirijo a ela e digo “Oh! Não sabes o que acontecerdes, cara progenitora!” e a mesma retruca “Oh! O que acontecerdes meu caro, menino insolente?” indagou.

Contei para a mesma o ocorrido, que também fez cara de “Vendedor de cocada ao descobrir quem matou Lineu”; e lá se foi ela averiguar o cárcere, voltando disse que não tinha visto nada de errado na “gaiola”, fui lá e mostrei os fatos e o consenso geral foi: “Ah! Então foi isso….”. E ainda um pequeno detalhe o mesmo pedaço remendado estava virado para a janela o que deve ter facilitado em muito a fuga de nosso ex-morador.

Moral da “história”. Se algum dia tiverdes um animal com adrenalina em excesso em sua corrente sanguínea, procure certificar-se que o mesmo esteja em um ambiente sem  chances de fugas, tal como “remendos”. Fikdik

Ps: CALOR, CALOR, CALOR!!!!!!

Ps²: Dica: Vejam Family Guy…

Ps³: Boa Noite!

%d blogueiros gostam disto: